sábado, 10 de julho de 2010

Eyes


Me segue teus olhos
Teus olhos me cegam
Vertigem de paisagens passadas
Me perseguem
Em um instante pareço sair de mim
E entrar em ti

Estranho prazer
Em perceber que ali é meu lugar
Em teu respirar a me sufocar
Percebo que só conseguirei viver longe de ti.
Se me aproximar, tu serás minha vida
E quando tudo se apagar
As luzes da minha mente se apagaram
E me trarão de volta a solidão
Do instante em que seus olhos me cegaram.

1 Comment:

  1. said...
    GENIAIS os dois primeiros versos!
    Assim, o poema todo é legal, bem construído, forte... mas o começo ficou maravilhoso!
    Amei, amei!

    Parabéns, guria, gostei do seu blog!

    beeijo

Post a Comment